ANO 1900: CAPISTRANO DE ABREU – O SURGIMENTO DE UM NOVO POVO: O BRASILEIRO

Neste capitulo José Carlos Reis debate sobre a obra de Capistrano de Abreu, que segundo ele, foi quem criou o povo brasileiro.

O autor começa descrevendo a biografia de Capistrano, no qual apresenta como um autêntico sertanejo, que negou a continuidade das atividades exercidas por sua família, pois eram baseadas na produção escravista/familiar para subsistência. Embrenhou-se pelo Brasil em busca de nova perspectiva de vida, e a encontrou nas letras. Tornou-se um crítico a historiografia brasileira até então vigente, principalmente a obra de Varnhagem, na qual desconsiderava o papel do índio na formação histórica de nosso país.

Capistrano trará uma nova observação da descoberta do Brasil, pontuado no olhar da terra daqui e dos aqui habitavam. Agora é o índio que vê a chegada dos portugueses e negros e não o inverso como pregoava a historiografia brasileira de até então.

O autor Reis, vai mostrar que as obras de Capistrano passam por duas fases de tendência intelectual: a primeira positivista, e a segunda historicista. Nesta segunda fase é quando lança as suas melhores obras dentre elas está Capítulos da historia colonial.

Nesta obra Capistrano de Abreu vai trazer uma nova historia para o Brasil. Coloca o índio, os movimentos por independência como personagem dessa historia. El vai defender o povo e sua formação étnica, valorizar seu povo, seus labores e lutas, costumes, climas e natureza. Ele não trabalhou a política administrativa da época, mas a complexidade étnica e social.

 Comentário sobre a obra

 A o texto de José Carlos Reis vem mostrando o campo de mudança historiográfica em que o Brasil começa a se imergir a partir de 1900.

Capistrano de Abreu, por características próprias do meio em que foi criado, percebe a necessidade de criar uma identidade própria para o  povo desse território que até então seguia padrões portugueses de sociedade.

A partir de sua obra percebe-se o sentimento de nacionalismo do povo brasileiro, valorizando a miscigenação, o clima, a vegetação e os  conflitos pela formação da identidade própria pelo qual passou o povo brasileiro.

Em suma, podemos perceber que realmente Capistrano foi o primeiro historiador a trazer uma nova perspectiva histórica para o Brasil, portanto, por ser o primário nessa linhagem, sua obra foi omissa em alguns pontos, principalmente quando omite o papel do negro nesse processo.

por: Maria Francisca Freire de Freitas

Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s